Review: Reset Generation

reset_generation

Reset Generation é o grande lançamento da Nokia do apelidado Project White Rock. O jogo lançou para a plataforma N-Gage 2.0 em agosto do ano passado, e mesmo depois de lançamentos como Metal Gear Solid: Mobile e Resident Evil: Degeneration para celulares, ele continua um dos favoritos dos usuários da Nokia. Reset Generation foi produzido pela empresa Red Lynx, que também é famosa pelo jogo Pathway to Glory.
O jogo mistura caracteristicas de Tetris + Pique Bandeira + Tactical RPG.
Como aspectos tão distintos podem formar um jogo decente? Pois é, Welcome to the playground of your youth, esse é Reset Generation.
Além dessa mistura, o jogo tem um grandíssimo teor de comédia, já começando com todos os personagens do jogo tem alguma caracteristica parodiando outro personagem do mundo dos games.

Lista de Personagens:

Hedgehog: Óbviamente uma paródia do Sonic, não apenas pela aparência mas também pelo nome “hedgehog” que é o titulo de uma sequência de jogos do Sonic.
Especial: Hog Ride. Escolha uma direção e andará até o limite do mapa dessa direção.

Plumber: Uma paródia do personagem favorito da Nintendo: Mario! Viciado em resgatar princesas e encanador, que nem o Mario.
Especial: Ladies’ Man. Escolhe um item que esteja no mapa e a princesa o pegará para você.

Cyborg: Esse é uma paródia para generalizar todos os jogos de robôs, e ainda parodiar a Samus, da série de jogos Metroid. Eu descobri quando você zera o modo história dele, ele revela ser uma mulher dentro de uma armadura.
Especial: Rocket Jump. Com o Rocket Jump você pode pular para qualquer lugar do mapa (existe um limite dependendo de onde você esteja) e quem estiver perto de você sofrerá dano na hora de sua “decolagem”. Os blocos também será destruídos.

Level 50 Elf: Sim, esse é o nome do personagem, parodiando os jogadores viciados de MMORPG.
Especial: Combo Stick +1. Pinta 6 blocos em qualquer direção.

Babe Gunner: Morena, shortinho, seios grandes, armas. Precisa dizer quem ela está parodiando?
Especial: Bullet Ballet. Pode pular para qualquer lugar do mapa em diagonal, e quem estiver embaixo do caminho, levara dano (existe um limite dependendo de onde você esteja).

Monster Trainer: Ela anda com uma Monster Box na mão (pokebola cof cof) e pode-se ver que é uma paródia a todos os jogos similares a Pokémon (Digimon, BeyBlade, Monster Rancher, Medabots, etc.).
Especial: Evil Dark Wizard. O Evil Dark Wizard destrói 5 blocos em qualquer lugar do mapa e os transforma na sua cor. Os personagens e itens que forem atingidos levam dano (no caso dos itens, são destruídos).

Sci-Fi Knight: A paródia que está mais na cara é essa. Sabre laser, poder se controlar objetos com a mente, todas essas caracteristicas vieram dos Jedis, dos filmes de George Lucas.
Especial: Sci-Fi Mind Trick. Assim como o Jedi Mind Trick, dos filmes Star Wars, você controla a vontade de alguém. No caso do especial, você pode controlar a movimentação de um jogador por um tempo limitado no seu turno.

Ninja: Não estou bem certo de quem este está parodiando, mas acredito que seja do jogo Ninja Gaiden. É viciado em lutar, fica gritando “WE FIGHT” o tempo todo, é hilário!
Especial: Ninja Vanish. Troca de lugar com um dos jogadores ou monstros.

Dr. Love Bomber: Uma paródia ao personagem dos jogos Bomberman.
Especial: Lovebomb. Explode um quadrado de um bloco em cada direção e causa dano aos jogadores que estiverem perto.

Aggressor: Esse faz paródia ao famoso Space Invaders e também aos classicos jogos de 4-bits, mas como ele é um alien, pode ser também aos diversos jogos de extra-terrestres também.
Especial: 4-Bit Weapon. Solta um raio laser em todas as direções, e se algum jogador for atingido sofrerá grande dano.

No jogo o seu objetivo é capturar a princesa do oponente e também não deixar com que peguem a sua. O jogo começa com a fase de colocar seus blocos de Tetris pelo mapa, quando você forma 5 blocos seguidos com a sua cor, você faz um Combo. Depois de colocar os blocos, é o turno de cada jogador. No final de cada turno de cada jogador, se o jogador estiver com o especial completo, ele terá a possibilidade de usar o seu especial. No final de todos os turnos de todos os jogadores, é a fase de atirar os canhões, você pode atirar duas bombas pelo mapa, para destruir blocos que não sejam Combo ou destruir itens! Bombas não podem machucar jogadores.

Review:

Som: O som de Reset Generation vem a ser uma das coisas mais divertidas do jogo por causa do narrador. A cada acontecimento durante o jogo, o narrador vai narrando o que acontece de maneira hilária. Por exemplo: Quando você seleciona um  personagem ele fala uma frase aleatória, em uma das do Hedgehog ele fala “Let’s do the Hog Style” (pra quem não sabe ou não entendeu, “Hog Style” é um trocadilho com a expressão americana “Dog Style” que significa a posição “de quatro” para nós, brasileiros). A música do jogo também é muito foda, chega a ser agradável de ouvir, pois combina completamente com o clima do jogo, é o único jogo de celular que eu jogo com som.

Jogabilidade: A jogabilidade é bem simples, e não poderia ser melhor. O keypad do celular é utilizado para andar com o personagem, o botão do centro confirma a ação. Os botões da direita e esquerda (que ficam em cima do Ligar/Desligar na maioria dos celulares da Nokia) servem respectivamente para cancelar uma ação e para entrar no menu.
Possui três modos de jogo, story mode, arcade mode e online. No story mode você vai completando missões utilizando cada um dos personagens, e no final libera o personagem Aggressor. O modo online é o mais divertido, você entra em um mapa com até três rivais e seu objetivo é pegar a princesa deles e não deixar com que peguem a sua. Se pegarem a sua é Game Over pra você. O arcade mode é como o modo online, só que contra o computador.

Gráficos: Para sprites em 2D não há nada para reclamar, o jogo possui sprites detalhadissimos, os cenários e personagens são cheios de movimentos e cores, é lindo demais.

Replay: Eu comprei o jogo quando saiu e até hoje não me cansei de jogar, todo dia eu jogo umas 5 partidinhas online para me divertir, acho dificil enjoar desse jogo e não vejo a hora de lançarem uma versão para Nintendo DS (que não vai acontecer, pois entrei em contato com o CEO da Red Lynx e ele falou que como o jogo pertence à Nokia, dificilmente sairá uma versão para outra plataforma portátil).

Conclusão: Reset Generation é genial, um jogo que mistura estratégia com um teor de comédia. É bom, bom demais, na minha opinião um dos melhores jogos já lançados para celular (para não falar o melhor), divertido e incansável. Não poderia ter nota menor que 10.

Nota final: 10.0

Onde comprar?

No site do n-gage. O valor é em dolares.
Clique aqui para comprar ou clique aqui para baixar a versão demo.

Veja também

Site oficial (onde você pode jogar o jogo inteiramente grátis)
Site do N-Gage
Site da RedLynx

Jogue agora mesmo clicando aqui.

Abaixo o vídeo de uma partida que eu joguei ontem:

Share on Facebook
Read this post in english

2 Comentários »


  1. BlogdoBlopa » Zeemote em mãos :

    [...] é imediata e até mesmo com uma certa distancia do celular, ele funciona perfeitamente. Joguei Reset Generation e Metal Gear Solid: Mobile até que a bateria acabou =( Em breve eu faço um review completo do [...]

    Comentado as 23:57 horas do dia 15/05/2009.


  2. Thiago Barrios :

    Reset é um (se não o melhor) dos melhores jogos de celular, o modo online é viciante..

    RG is the greatest GAME of all

    Comentado as 13:21 horas do dia 18/12/2010.

Adiciona os comentários desse post para RSS feed. · Rastrear Website

Deixe um comentário